A lipodistrofia ginóide (LDG) é uma das principais inimigas das mulheres. Esse nome grande e feio se refere à celulite, uma alteração no metabolismo do tecido cutâneo que deixa a pele ondulada e com furinhos ? o temido aspecto de ?casca de laranja?. Ela se manifesta principalmente em regiões onde existe mais gordura como: coxas, quadril, nádegas, abdômen, braços e joelhos.

Celulite: uma das maiores inimigas das mulheres

Não é só quem está acima do peso que pode apresentar essa alteração na pele ? os magrinhos também, por causa de uma alimentação desregrada, metabolismo lento, mudanças hormonais e desidratação. A genética também tem um papel fundamental, por isso é difícil prever o aparecimento do problema.

Porém, apesar de esteticamente não ser agradável, a celulite é uma alteração considerada normal e que atinge, segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, mais de 90% das mulheres (e alguns homens também). Ela deve ser tratada logo no início – sua evolução passa por quatro estágios:

Grau 1: Leve – Só é perceptível quando a pele é apertada com força. Os vasos começam a ficar suscetíveis à ação inflamatória e as toxinas a se acumularem.

Grau 2: Visível – A pele parece acolchoada e quando a pele é apertada, fica amarelada por conta do acúmulo de líquidos

Grau 3: Intensa – Aparecem nódulos que podem ser sentidos com o toque. A pele fica áspera, com poros dilatados e surgem microvarizes. Pode haver dor.

Grau 4: Grave – Os furinhos já podem ser notados através da roupa, a circulação fica comprometida e a região pode se tornar endurecida e dolorida.

 

Como evitar os temidos furinhos:

– Ter uma alimentação saudável, rica em frutas, vegetais e fibra

– Evitar alimentos fritos, enlatados, processados ou refinados,

– Manter-se hidratado, ingerindo líquidos durante o dia (de preferência água e sucos naturais)

– Fazer exercício, para manter o tônus muscular e a saúde dos ossos

– Evitar flutuações de peso

– Não fumar