A Vitamina C (ou ácido ascórbico) é uma substância hidrossolúvel, presente em alimentos como laranja, acerola e limão, e que é conhecida pelo seu poder de recuperação do organismo. Ela participa de diversos processos bioquímicos celulares e sua principal função é a hidroxilação do colágeno, proteína que dá resistência aos ossos, tendões, vasos sanguíneos e à pele. É também um poderoso antioxidante, já que transforma moléculas reativas de oxigênio em formas inertes.

Infelizmente, o corpo humano não consegue produzir vitamina C, então a única forma de obtê-la e usufruir de seus benefícios é por meio de fontes externas. Ou seja, pela alimentação, suplementação ou pelo uso de produtos tópicos que contenham vitamina C na sua formulação.

É importante lembrar que cada via de administração tem um propósito, portanto a ingestão de vitamina C – apesar de oferecer diversos efeitos benéficos para o sistema imune e o organismo como um todo – não tem os mesmos efeitos que os obtidos em um tratamento tópico, que age diretamente nas células da pele.

Essa vitamina é um ótimo ativo para cosméticos e produtos de beleza e tem sido bastante utilizada em produtos dermatológicos, devido a sua eficácia em tratamentos faciais com uso tópico. O principal benefício é a neutralização dos radicais livres (que causam o envelhecimento cutâneo), promovendo a ação antioxidante.

Outro efeito é a uniformização e clareamento do tom da pele, já que a vitamina C inibe uma das enzimas que aumentam a pigmentação. Em uma área muito exposta como o rosto, isso faz toda a diferença para atenuar os danos causados pelo sol. O ideal, é utilizá-la antes do filtro solar, potencializando seus efeitos protetores.

Como o ácido ascórbico também diminui a degradação e estimula a produção de colágeno, ele deixa a pele mais firme, além de prevenir o aparecimento de rugas e linhas de expressão. Já podemos chamar a vitamina C de melhor amiga da pele do rosto?

O melhor de tudo é que a vitamina C de uso tópico não tem contra-indicação, inclusive para gestantes, exceto para pessoas que têm alergia a esse componente. E pode ser usada até no verão, pois, ao contrário de outros ácidos de uso dermatológico, que deixam a pele mais fina, a vitamina C não mancha a pele.